quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Todos acompanhamos a entrevista do candidato Bolsonaro a presidência. Gostaria de aproveitar a oportunidade para apresentar argumentos que atestam se a visão do canditado em relação as questões apresentadas realmente se sustenta.
1-  Bandido bom é bandido morto.
Essa forma de pensar tem uma utilidade específica para uma situação específica. Se eu sou um soldado ou policial trocando tiros com um bandido eu tenho que necessariamente pensar assim. Se a escolha for entre a minha vida e a de um bandido, devo escolher a minha vida. Se a escolha for entre a vida do bandido e a de um inocente, devo escolher a do inocente. Parece óbvio fazer essa afirmação, mas esse raciocínio se aplica a alguém em uma situação de guerra. Esse raciocínio é característico do policial e do soldado em situação de batalha, mas não pode ser aplicado fora dessa situação. Bolsonaro e seus seguidores vêem este recorte e se concentram nele em demasia, como se fosse parâmetro para explicar toda a realidade. Como um cego que pega na tromba de um elefante e acha que é uma cobra. O pensamento de matar ou morrer não pode e não deve ser utilizado fora desse contexto. Não pode sair do escopo no qual é necessário e para o qual é útil.  Prefeitos, governadores nem tão pouco presidentes podem pensar por esse ângulo. Líderes de qualquer categoria devem ver O TODO da situação, não um pequeno recorte dela.  Os governantes tem que pensar em maneiras de impedir que o cidadão se torne um criminoso, para que depois não seja preciso matá-lo. Ninguém nasce criminoso. Ninguém nasce com uma arma na mão. Ninguém nasce traficante. Possivelmente algumas pessoas nascem com problemas de psicopatia que a levam a cometer crimes, mas esse não é o caso do nosso problema de criminalidade urbana. É um problema social, não psicológico. 
Sim. o ambiente e a organização social levam as pessoas a se tornarem criminosos. Bolsonaro não dá uma proposta de diminução da criminalidade que não envolva matar criminosos. Criminosos morrem aos montes todo mês, assim como policias. Isso não impede a criminalidade de avançar.
A pessoas devem andar armadas?
O pensamento de que as pessoas devem andar armadas é perigoso para o elo mais fraco da cadeia, para o pobre, e vantajoso para o rico, e para o estado, como sempre acontece. O estado tem segurança garantida. Ricos tem segurança profisisonal. Eu como pobre não tenho treinamento. Se eu assumo que o estado é incapaz de me defender da criminalidade e tomo para mim uma arma e a responsabilidade de me defender, automaticamente eu deixo de cobrar o estado que o faça. O estado fica livre dessa responsabilidade. Ele que recebe impostos pra isso, não precisa mais me defender. Vou continuar pagando por um serviço que eu mesmo vou fornecer, arriscando minha vida pra defender bens materiais. O correto seria pressionar e reividicar que o estado faça a defesa. A ideia de que o cidadão pode fazer o trabalho da polícia é absurda. Me lembra um filme da série "Loucademia de polícia". A anarquia atual seria exponencialmente piorada. A formação das milícias está ai como exemplo. Isso sem mencioar que uma população mal educada não é preparada pra usar armas. Dizem que é melhor "Ter e não precisar do que precisar e não ter". Mas caso aconteça a situação de precisar, a decisão de usar ou não usar será pesadamente influenciada pelo fato de você ter uma arma a disposição. Não se pode confiar que numa população mal educada necessitada do básico vá tomar boas decisões quanto a isso. Leia qualquer lista de comentários de seguidores do Bolsonaro em redes sociais e julgue por si mesmo se são pessoas que você confiaria com armas.
O bom soldado deve seguir ordens.
Para ser um bom soldado não é necessário apenas que a pessoa seja boa no que faz. Que tenha capacidade técnica e inteligência, resilência psicológica, etc. A característica fundamental do soldado é que ele tem que seguir ordens. Um soldado que não segue ordens é como um relógio que marca a hora errada. Até o Rambo e o Capitão nascimento seguiam ordens. O soldado deve seguir as ordens que lhe foram dadas sem questionar. As ordens estão sempre certas, não importa quais sejam. O soldado não pensa além das ordens. Por esse motivo é que as pessoas com as armas nas mãos e as que dão as ordens nunca podem as mesmas. Quando isso acontece temos golpe militar. Não quero dizer com isso absolutamente que Bolsonaro tenha qualquer das boas características de um soldado. Ele é só mais um político corrupto que encontrou um nicho de pessoas para representar. Bolsonaro é tão soldado quanto Lula é um nordestino pobre. Ambos são políticos que tem imagens distorcidas pelo que as pesoas querem ver neles.
Resumindo, a caracteristica própria do soldado ou policial de seguir ordens e não as dar o faz desadequado para qualquer cargo de liderança política, devido a visão estreita que desenvolve, e que é necessária a ele como soldado, mas representa incapacidade de visão ampla, como descrito acima.
Cartilha Gay
Bolsonaro apresentou um material que supostamente representa "catequização gay" para crianças. Será que é realmente possível influenciar uma pessoa a mudar de orientação sexual tão facilmente? Vejamos. Vivemos num mundo dominado por heterossexuais. Todas as imagens permitidas no "palco social" são estritamente heterossexuais. Desde pequenos tudo o que vemos na TV, filmes etc, são casais heteros se beijando. Histórias de amor e romance envolvendo héteros. Publicidade com héteros. Cerca de 99.9 % de toda imagem de casais que vemos exibida diz respeito a heteossexuais. Nas ruas a grande maioria de casais que vemos demonstrando afeição pública são heterossexuais. Agora se imagine como uma criança homossexaul vivendo nesse mundo. Você provavelmente seria influenciado a ser hétero não? Provavelmente mudaria sua opção e ao chegar na adolescencia, já estaria completamente hétero, não? Sabemos que na realidade não é isso que acontece. Os gays continuam sendo gays mesmo com imagens heteros em todos os cantos da esquina. As pessoas não mudam de orientação sexual tão facilmente. Certamente não com uma única imagem gay isolada exibida em qualquer meio. Essa preocupação exagerada com uma má influência sobre a orientação sexual só pode estar ligada a indivíduos que acham que a orientação sexual é uma coisa frágil e facilmente mudada. O que por sua vez só pode levar a conclusão de que tais indivíduos tenham suas opções sexuais frágueis e facilmente influenciáveis. Quem sabe eles tenham medo de que suas próprias conviccões sejam má influenciadas, se mais imagens homossexuais forem exibidas.
Apenas o desespero e o medo é que sustentam Bolsonaro com esses absurdos números de pesquisa de opinião. Mesmo considerando que suas premissas estivessem corretas, é de se questionar que teria capacidade de colocá-las em prática. É estarrecedor perceber o quanto pessoas heterossuais conservadoras parecem se importar com o que seus vizinhos homossexuais estão fazendo ou deixando de fazer. Isso não deveria incomodá-los tanto, mas pelo visto incomoda muito. Esse é o único motivo do sucesso de Bolsonaro. Ninguém que está cuidado da sua vida sem paranóias sobre o que gays ou comunismo teria motivo nenhum pra apoiar Bolsonaro.
Isso tudo só atesta tristemente que o povo brasileiro está com medo. E o medo nunca é um bom conselheiro.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Todo homem é um estuprador em potencial?
Acredito que muito das nossas relações funcionam simplesmente como sistemas de defesa. Sistema de defesa pra ataques que as vezes nunca sofreremos. É como um país se armando por medo de ataque de um país que está se armando por medo dele.
"Todo homem é um estuprador em potencial" pode ser questionado como verdade ou mentira. Todos sabemos das estatísticas de estupros, ao mesmo tempo que todos conhecemos homens que não são estupradores e não se enquadram nessa categoria.
 Independente de isso ser verdade ou não, esse pensamento é um sistema de defesa. As mulheres tem que pensar assim, porque elas andam nas ruas e se sentem desprotegidas. Pensar assim é uma necessidade prática, caso seja verdade ou não. Você não diria pra sua filha que sai a noite, que Todo homem é um estuprador em potencial? Mesmo você como Pai/Homem não se sentir capaz de estupro?
Tenho uma teoria de que é parte do que impulsiona homens a apoiarem ideologias de extrema direita. Isso nada mais é do que um sistema de defesa respondendo a outro sistema de defesa. "Todo homem é um estuprador em potencial" mais do que um sistema de defesa, é quase que um ATAQUE PREVENTIVO. É como atirar pra cima pra avisar o ladrão que eu estou armado.
Mas a característica dos ataques preventios, é que eles tem a tendência de provocar outros ataques preventivos de volta.
Alguns homens não conseguem ficar em paz com esse pensamento, nem entendem a sua real utilidade. Pensamos: "Eu não sou estuprador" , "Não tenho isso em mim". Mas a ideia é passada muitas vezes de uma forma que você tem que aceitar sem questionar.
Porque pra as mulheres pode ser questão de vida ou morte, pra nós é mais questão de "honra ferida".
Para aceitar que sou um estuprador em potencial, devo me imaginar estuprando alguém, como essa visão é repugnante pra mim, eu não consigo aceitá-la. Não posso conviver com isso, nem explicar satisfatoriamente para mim mesmo. Não posso ficar com esse conflito em mim.
Alguma coisa tem que me ajudar a me livrar desse pensamento incômodo, que só pode estar errado, já que não sou estuprador.
Então eu sou levado ao "remédio" da ideologia de extrema direita. Pra ideologia de extrema dirteita, todas as reividicações feministas são falsas. É tudo constpiração comunista. Tudo fruto de um grande plano para acabar com a religião católica, acabar com a família, seja lá o que for.
Isso deve ser verdade. Tudo isso deve ser conspiração, porque se não for, eu preciso me aceitar como um estuprador em potencial, e isso não consigo.
Se o problema não está em mim, tem que estar no mundo. A maioria das pessoas é capaz de virar tudo de cabeça pra baixo, pra não ter que admitir que o problema está em si mesmo.
O que leva ao ponto onde estamos hoje. Homens são levados a cair nas garras das ideologias de extrema direita, que nada mais são do que o pensamento- ataque preventido ao pensamento de que  "Todo homem é um estuprador em potencial"
Se  "Todo homem é um estuprador em potencial", toda mulher passa a ser uma feminista castradora em potencial. Uma conspiradora comunista em potencial. E eu me defendo de um ataque que talvez nem venha a ocorrer, enquanto a pessoa se defende de um potencial ataque que eu nunca iria fazer pra começar.
E ai ano que vem o Bolsonaro pode ganhar. Sim, porque temos homens desesperados e em conflito interno com essa ideia e outras. Bolsonaro responde a esse vácuo psicológico, porque não apenas ele é antítese de toda a retórica feminista, bem como a antítese de todo o complicado discursso das mulheres. Entender mulheres e suas sutilezas é muto complicado. O discurso de Bolsonaro é simples. Fácil de entender. Direto e sem rodeios, como os homens pensam. Não importa se ele não tem capacidade de liderar nem duas pessoas. Ele está me salvando de mim mesmo. Ele está me dizendo que eu não sou um estuprador em potencial, e está tudo bem comigo. Não tem nada de errado comigo.
Em última análise nossa sociedade se torna o lugar onde despejamos nossos conflitos internos. Estamos todos ao mesmo tempo tentando mudar o mundo para não mudarmos nós mesmos.
E sim, isso também inclui as mulheres.
DJ.